Clínica de São Lourenço

Centro Ortodôntico do Funchal

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 6
  • Slide 8

Numa consulta de higiene oral é realizada uma destartarização seguida de polimento e por vezes aplicação de flúor. São também ensinadas as técnicas de higiene oral adequadas a cada paciente.

Manter uma boa higiene oral é muito importante para a saúde da boca. Uma boa higiene oral corresponde a dentes limpos sem restos alimentares e gengivas rosadas, sãs que não sangram ao escovar ou a utilizar o fio dentário.

Como manter uma boca sã?

  • Escovar os dentes após as refeições com um dentífrico fluoretado
  • Utilizar o fio dentário ou o escovilhão interdentário diariamente
  • Fazer uma alimentação saudável

Técnica de escovagem dentária:

  • Deve escolher uma escova macia preferencialmente com a cabeça pequena pois chega mais facilmente a todas a áreas da boca.
  • Incline a escova a um ângulo de 45º de encontro à gengiva a faça movimentos horizontais, tipo vai-vem ou circulares, com a escova a partir da linha gengival.
  • Escove suavemente as superfícies exteriores, interiores e de mastigação dos dentes fazendo movimentos curtos tipo vai-vem.
  • Escove a sua língua suavemente de modo a remover as bactérias e a refrescar o seu hálito.

Técnica de utilização do fio dentário:

  • Utilize cerca de 45 cm de fio dentário, deixando 3 ou 4 cm de fio para trabalhar.
  • Segure o fio esticado entre os polegares e os dedos indicadores e faça-o deslizar suavemente para cima e para baixo entre os seus dentes.
  • Com suavidade, faça uma volta do fio na base do dente, certificando-se que vai abaixo da linha gengival. Nunca faça um movimento repentino nem force o fio porque pode cortar ou magoar o tecido gengival que é muito delicado.
  • Utilize secções limpas de fio dentário quando passa de um dente para outro.
  • Para remover o fio, utilize os mesmos movimentos para a frente e para trás, à medida que vai afastando o fio do dente.

Caso os espaços entre os dentes sejam largos ou em situações de recessão gengival deve ser utilizado um escovilhão interdentário. O tamanho do escovilhão deve ser adequado a cada paciente e deve ser utilizado com movimentos de vai-vem suaves.